Assaduras: saiba como evitar este problema

Não tem jeito: todo bebê sofre com as assaduras nas dobrinhas. Um problema conhecido, na medicina, como dermatite de fralda, que nada mais é que o um comprometimento da pele que ocorre na raiz da coxa, nádegas, porção baixa do abdômen e na região genital. Manifesta-se através do aparecimento de vermelhidão, inchaço discreto, podendo evoluir com pequenas erosões na pele e bolhas, causando desconforto para o bebê.

As assaduras aparecem, pois o uso de fraldas provoca a exposição prolongada à urina, o que leva a excessiva hidratação da pele e elevação do ph, deixando a região bastante sensível. Assim como outros irritantes como resquícios de sabões e detergentes, fungos e bactérias. A alimentação e a estação do ano também têm influência no aparecimento de assaduras, no verão pela transpiração e no inverno pela dificuldade de perceber se a criança urinou ou evacuou.

E para evitar as assaduras nas dobrinhas do bebê, a fralda da criança deve ser trocada com bastante frequência nos primeiros meses de vida, período em que o bebê evacua e urina frequentemente. É uma maneira de prevenir a dermatite ou evitar o agravamento de uma já existente. Além disso,  a criança precisa ser limpa com água morna e sabonete de glicerina ou sabonete especial para criança. Depois, se deve enxugar a pele da criança delicadamente com uma toalha sem esfregar, para não provocar atrito com a pele.

Outras medidas preventivas podem ser tomadas, como por exemplo, usar certos cremes e pomadas que existem à base de óxido de zinco e petrolato, que são substâncias que funcionam como barreira mecânica de proteção à pele, diminuindo a possibilidade do atrito.

Lembre-se que as assaduras nunca devem ser ignoradas, pois podem ser indícios de outra infecção que o seu bebê tenha.

Deixe uma resposta