Os significados do choro do bebê

Antes de começar a falar, o bebê só tem uma forma de chamar atenção quando algo está errado: chorando. Mas, nem sempre os pais conseguem identificar qual a necessidade da criança naquele momento, por isso é importante observar outros sinais.

Por exemplo, quando o pequeno está com fome, o choro costuma ser contínuo e ele mexe a cabecinha como se estivesse a procura de algo. Mesmo que ainda falte algum tempo para o horário da próxima amamentação, o apetite do bebê é variável e ele pode ter fome antes da hora.

O pequeno também indica quando é hora de trocar as fraldas. Ao sinal de choro, verifique se elas estão sequinhas para descobrir se os motivos do “protesto” têm a ver com fraldas vencidas. A cada troca, é importante limpar bem a criança e utilizar um creme antiassaduras, para evitar um novo motivo para o choro.

Se o seu filho estiver com frio ou calor, ele também vai reclamar. Bochechas vermelhinhas e suor nas dobrinhas das pernas podem indicar que ele quer um look mais fresquinho, enquanto que mãos e pés frios avisam que ele precisa se agasalhar. Ainda falando do visual do pequeno, botões, etiquetas e outras saliências na roupa podem incomodar a criança.

Muitas vezes o choro é só para conseguir um pouco de atenção, afinal, não é fácil abandonar o útero aconchegante da mãe para ficar sozinho em um berço. Acalente o seu filho carregando-o junto ao corpo.

Se todas essas hipóteses forem eliminadas, o bebê pode estar sentindo alguma dor. Nesse caso, o choro costuma ser intercalado com pequenos gritos e se você não conseguir identificar a origem do problema, é hora de consultar um pediatra.

Deixe uma resposta